EDUCAÇÃO

Deputado Valdeci intermedeia negociação

e cobra fim do parcelamento de salário

Alex Lopes

Alex Lopes

O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) participou, nessa terça-feira (12), em Porto Alegre, do protesto dos professores estaduais contra o governo Sartori. Em greve desde a última terça (5), a categoria lotou a Praça da Matriz, no centro da capital gaúcha, e cobrou o fim do parcelamento salarial, medida que já ocorreu 21 vezes na atual gestão.

A força do ato deu resultado: após alguns momentos tensos, quando chegou a ocorrer disparos de sprays de pimenta contra os educadores, o Palácio Piratini cedeu e concordou em enviar representantes para uma reunião inicial de negociação com membros do CPERS-Sindicato e deputados. O encontro ocorreu na sala da presidência da Assembleia Legislativa, poucas horas depois do protesto. O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (PMDB), e o chefe da Casa Civil, Fábio Branco, ouviram da presidente do CPERS-Sindicato, Helenir Schurer, que o fim do parcelamento de salário é a decisiva para que a categoria encerre a greve. “A categoria não suporta mais o parcelamento. Os professores estão endividados e com dificuldades inclusive para manter a alimentação dos seus filhos. Todas as condições de conviver com essa situação foram extrapoladas”, ressaltou Helenir diante dos representantes de Sartori.

A professora Valdete Moreira, de Gravataí, fez um desabafo e admitiu que chegou a ter o fornecimento de energia cortado na sua residência. “Foi cortada, porque eu simplesmente não tinha dinheiro para pagar. Nós não temos condições mais de viver nessa miséria. Não existe condições de dar uma aula decente sabendo que não vai ter dinheiro. Vocês têm a obrigação de pensar uma solução, porque vocês foram eleitos para isso. A responsabilidade é de vocês”, disparou ela.

Souza e Branco expuseram, mais uma vez, o cenário de dificuldades financeiras encontradas pelo Estado e afirmaram que “não há alternativas ao parcelamento no momento”. A dupla, no entanto, concordou em abrir uma mesa de negociação com os servidores com a participação de representantes da Secretaria Estadual da Fazenda. O encontro ficou pré-agendado para esta quinta (14).

Para o deputado Valdeci, “o começo do diálogo é tardio, mas representa uma vitória da luta dos servidores”. “O parcelamento tem que acabar e já. Os professores do Rio Grande do Sul e os demais servidores prestam um serviço fundamental à população. Que essa disposição em dialogar não seja apenas jogo de cena. Esperamos e cobramos que o governador mude radicalmente a sua postura. Chega de atacar e humilhar o trabalhador”, afirmou.

Texto: Tiago Machado (MTE 9415)

 

 

Publicado em 12/09/2017 às 18:13

Texto: Tiago Machado (MTE 9415)

BANCADA / valdeci

Compartilhar

Deputadas Estaduais

Stela Farias

Líder da Bancada

Stela Farias

Miriam Marroni

Vice-líder Partidária

Miriam Marroni

 

Deputados Estaduais

Edegar Pretto

Presidente da Assembleia Legislativa

Edegar Pretto

Luiz Fernando Mainardi

Vice-líder da Bancada

Luiz Fernando Mainardi

Tarcísio Zimmermann

Líder Partidário

Tarcísio Zimmermann

Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101/506 - Porto Alegre-RS - Fones: (51)3210-2913 (Bancada) e (51)3210-1123 (Imprensa)
ptsul@ptsul.com.br

Projetado, desenvolvido e mantido pela coordenadoria da Bancada do PT/AL-RS

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Adaptada